Manutenção e higienização bucal em portadores de implantes osseointegráveis

A manutenção e a higienização bucal dos indivíduos portadores de implantes osseointegráveis merecem atenção especial.

01implantecasalO descuido pode comprometer e fazer com que implantes sejam perdidos. Por isso, muita atenção:

Um conjunto de técnicas e meios devem ser empregadas para manter a saúde dos tecidos gengivais.

Os tecidos que envolvem os implantes, apresentam suscetibilidade à infecção quando placas bacterianas se acumulam ao redor deles. Surge assim, um aumento do volume do tecido gengival com sensibilidade dolorosa ao toque e conseqüente sangramento.

Porém, se um tratamento específico for realizado, o processo inflamatório torna-se reversível.

Em estágios mais avançados, os tecidos ósseos também podem ser afetados, resultando em perda do implante.

A manutenção deve ser orientada de forma individualizada e de acordo com a complexidade de cada caso. A escovação correta é indispensável para uma dentição saudável, pois remove a placa bacteriana que se deposita na superfície dos dentes (implantes), nos espaços entre a gengiva e os dentes (implantes), agindo na prevenção de cáries e doenças da gengiva.

Fio ou Fita Dental:

O uso do fio ou da fita dental auxiliam na remoção dos resíduos alimentares que ficam retidos entre os dentes. Depois de um certo tempo, forma-se a placa bacteriana. Esta por sua vez é a responsável por inflamar a gengiva (gengivite) e até iniciar a cárie dental. No caso dos implantes osseointegráveis, a presença da placa bacteriana pode levar a perda do mesmo.

protese-1024Adote o fio ou a fita dental sempre que escovar seus dentes ou, pelo menos, uma vez ao dia.

Importante: faça visitas periódicas ao seu dentista, pois a profilaxia realizada pelo profissional é mais abrangente e consiste na remoção de tártaros com curetas plásticas, polimento com pasta profilática de baixa abrasividade feito com escovas e taças de borracha.

O sucesso do tratamento dependerá da integração Profissional / Paciente para uma longevidade dos implantes osseointegráveis.

Os erros que prejudicam a saúde bucal – Parte IX

Esquecer-se de escovar a região entre os dentes

As cáries e doenças gengivais normalmente iniciam nestes locais. A escova interdental e o fio dental alcançam esta área e desorganizam o biofilme oral que se acumula constantemente entre os dentes. A presença da placa bacteriana X Tempo = é que vai dizer o risco de formar cáries.

Fonte: Saúde Abril

Mudança no jeito de escovação acaba sendo mais eficaz na remoção de placa

A técnica de escovação anteroposterior (da frente para tráz), com escovas de cerdas multiníveis é mais eficiente no combate a placa bacteriana. Diz um estudo da Faculdade de Odontologia da USP realizado em crianças entre 5 e 7 anos.

As cerdas de diferentes níveis conseguem chegar ao dente que está crescendo e, portanto, está num nivel mais baixo em relação aos demais.

Esta técnica exige das crianças apenas movimentos instintivos.

A placa bacteriana é um termo popular para o biofilme (tipo de película que se forma no dente, pelo acumulo de alimentos e bactérias da boca).

Quando a técnica usada é instintiva, fica mais fácil para a criança não “esquecer” depois de um tempo como escovar corretamente.

Estas escovas são um pouco mais caras que as convencionais, mas sai muito mais barato pelo benefício que elas podem causar.

A probabilidade de formar cárie no primeiro molar é muito maior, visto que é primeiro dente permanente a nascer e claro, o dente que fica mais tempo na boca. Por isso muito comum ser um dente com maior incidência de cáries.

Boca Saudável = Corpo Saudável

Já falamos aqui anteriormente sobre os riscos da falta de cuidados com a higiene oral. Também falamos que esta falta de higiene pode causar o nascimento de bebês prematuros. Veja novamente aqui.
Colocamos um post também apresentando os riscos de se ter AVC por causa da presença da placa bacteriana. Veja novamente aqui.
Enfim, nosso blog tem procurado levar ao conhecimento de todos a importância que é de se cuidar de sua saúde bucal. Ela é a porta de entrada para o resto do corpo.
Vejam este vídeo abaixo. Ele é bem explicativo.

E aí? Vamos cuidar da saúde?
Abraços
Dr. Querido