Aparelhos para adultos: sempre é tempo para realinhar o sorriso

Adultos que usam aparelhos ortodônticos buscam cura para dores de cabeça, de ouvido e disfunções de ATM, além de garantir um sorriso campeão

Quem já deixou para trás os tempos de colégio e faculdade também pode usar aparelho ortodôntico, em busca do seu melhor sorriso. Os adultos até os 40, que vão aos dentistas com essa demanda, procuram especificamente pelo apelo estético, com dentes brancos e perfeitamente alinhados. Já os mais velhos estão em busca de bem-estar.

OrthodonticsEsse segundo grupo é composto por pessoas que já passaram por vários especialistas como clínicos, neurologistas e otorrinolaringologistas antes de considerar que o problema possa ter origem bucal.

Muitas mulheres acima dos 60 nos procuram por causa de problemas funcionais, que agravam com a idade. Elas chegam com dores de cabeça, dor na nuca, problemas de ATM (disfunção da articulação temporo-mandibular)… São pessoas que querem apenas parar de sentir dor – a estética para eles é um brinde. Mas, claro, que eles ficam mais animados no decorrer do tratamento ao ver o resultado estético, decorrente do tratamento funcional.

A ortodontia para adultos também pode ser um passo antes de outros tratamentos dentários. Adultos que tenham a falta de algum dente na boca precisam reabilitar o espaço vazio. No caso de implantes, os dentes vizinhos podem ter ocupado o vão, daí o aparelho corrige esse espaço para que depois seja realizado o implante.

Quem pode usar aparelho ortodôntico?

orto e higiene oralO pré-requisito para o uso de aparelhos ortodônticos é que a saúde bucal esteja em dia, com a higiene. O paciente dever ter uma higiene oral adequada, não ter problemas periodontais sérios, como perda óssea ou dentes com mobilidade. O ortodontista irá pedir a documentação ortodôntica e irá avaliar as condições ósseas do paciente.

Iremos avaliar se a parte óssea do paciente está saudável, bem como a parte gengival. A gengiva tem que estar saudável, não pode haver sangramento gengival – não é que haja a contraindicação, mas é preciso fazer um tratamento prévio com um periodontista para que eu tenha condições de movimentar os dentes do paciente.

Adultos valorizam aparelhos ortodônticos discretos.

Adultos podem usar tanto os aparelhos fixos quanto os móveis – o efeito será idêntico. Porém, esse público prefere aparelhos mais discretos, às vezes, até por questões profissionais.

Ortodontia lingualOs aparelhos móveis possuem um custo superior ao dos modelos fixos, mas atendem ao quesito da discrição. Nesse grupo, vale citar os chamados aparelhos linguais, que ficam atrás dos dentes, em contato com a língua. Outro tipo que merece destaque são os aparelhos ditos invisíveis, que contam com uma película transparente e removível.

Entre os aparelhos fixos, os de porcelana oferecem menor impacto visual e são mais em conta do que os tipos móveis. Muitas vezes a escolha do modelo pelo paciente é baseada na questão financeira e isso é possível porque todos, fixos ou móveis, vão te levar ao objetivo final.

Fonte: Ig Saúde

Alternativas para fugir do sorriso metálico

Você é do tipo que torce o nariz toda vez que o dentista menciona o uso de aparelho ortodôntico? Acha que o sorriso metálico é uma péssima ideia e pensa até em deixarAlternativas para fugir do sorriso metálico o tratamento para lá?

Muitas pessoas acreditam que usar aparelho – principalmente os fixos que costumam ter braquetes coloridos – é coisa de criança ou adolescente. Mas há outras opções para quem deseja corrigir o sorriso sem abrir mão da estética e, em alguns casos, elas são quase imperceptíveis.

Quer saber mais?

APARELHO FIXO ESTÉTICO

Esse tipo de aparelho tem a mesma funcionalidade do fixo de metal: corrigir dentes tortos e desalinhados. Com a vantagem de ser transparente e com braquetes feitos, na maioria das vezes, de policarbonato, porcelana ou safira. Boa opção para quem busca corrigir a má oclusão, mas não quer deixar de lado a estética.

APARELHO LINGUAL

É indicado para casos mais simples e também é considerado um aparelho estético. Isso porque os braquetes são colados na parte interna dos dentes – que acabam escondendo o acessório – e ficam em contato com a língua.

Alternativas para fugir do sorriso metálicoALINHADORES

São os mais usados em tratamentos estéticos, porque são invisíveis e feitos sob medida. Sua produção acontece por meio de softwares que permitem visualizar o planejamento e o resultado pretendido. Esse modelo é muito higiênico e promove resultados com eficiência e pouca sensibilidade.

 

Agora que você já está por dentro do assunto, que tal dar uma chance ao ortodontista?

Tratamento ortodôntico depois dos 30 anos? Pode?

Tempos atrás era mais comum vermos crianças ou adolescentes usando aparelhos para corrigir os dentes. Exatamente, ERA. Hoje, cada vez mais adultos estão procurando especialistas para ficar com o sorriso alinhado, mesmo depois dos 30. Mas será que o tratamento nessa idade vale a pena?

shutterstock_2069710001Vale tanto que os números falam por si só. Hoje em dia cerca de 90% de nossos pacientes são adultos.

Com a colaboração maior dos pacientes adultos, frente as crianças, o tratamento ortodôntico acaba apresentando resultados mais estáveis e levando um tempo menor por causa de toda esta colaboração.

Vida moderna
O perfil dos pacientes ortodônticos começou a mudar com a evolução da vida que se leva hoje. Para começar, de uns anos para cá a expectativa de vida aumentou para 75,2 anos, segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Além disso, o acesso a informação ganhou proporções gigantescas, ou seja, hoje as pessoas vivem mais, sabem mais e querem mais.

Com tudo isso também cresceu a procura por qualidade de vida e estética afinal, já que é para viver mais, que seja melhor e mais bonita. De olho nessa perspectiva, profissionais da saúde passaram a colaborar com tudo isso. Já faz um tempo que várias áreas estão se juntando para trazer melhores tratamentos para as pessoas.

Outros profissionais da área da saúde têm indicado a ortodontia para melhorar a saúde de seus pacientes, reconhecendo seus benefícios. Exemplo: hoje todo mundo sabe da importância de um sono tranquilo e reparador na prevenção de inúmeras doenças. Os distúrbios do sono, como a apnéia (parada respiratória durante o sono) estão diretamente relacionadas com uma sobrecarga cardíaca e aumento da pressão arterial. Sendo a cirurgia ortognática um dos tratamentos para a sanar essa condição, a instalação do aparelho ortodôntico torna-se imprescindível para o sucesso do resultado final.

woman teeth and smile. Close up,half with braces

woman teeth and smile. Close up,half with braces

E os exemplos não param por aí. Especialistas em ATM (articulação têmporo-mandibular) estão indicando que seus pacientes procurem um ortodontista para corrigir dentes tortos ou mal-posicionados que possam estar causando dores de cabeça ou orofaciais.

Nem sempre é melhor na infância
Quando o intuito do tratamento é ortopédico, redirecionando ou estimulando o crescimento dos esqueletos da face, é indicada a intervenção na infância ou adolescência. Agora, quando o objetivo é ortodôntico, aquela conversa toda de que era melhor ter usado aparelho na infância, cai por terra.

O tratamento ortodôntico ideal implica em reposicionar todos os dentes permanentes em suas corretas posições de forma a atingir uma oclusão (mordida) perfeita. Crianças e adolescentes além de estarem em crescimento/desenvolvimento, não costumam ter ainda todos os dentes na boca, tendo uma dentição mista ou incompleta e isso pode fazer o tempo de tratamento aumentar.

Braces_and_OrthodonticsSem limite de idade
Mas você deve estar se perguntado: 30 anos ainda é novo, mas e no caso de pessoas ainda mais velhas?

Qualquer adulto está apto ao tratamento ortodôntico, sem limite de idade. Hoje, sabe-se que os ossos renovam-se constantemente durante toda a vida. Isso quer dizer que os dentes podem ser movimentados ortodonticamente, reabsorvendo e neoformando o osso que está ao seu redor sempre que houver aplicação de uma força ortodôntica fisiológica.

Claro que há alguns casos mais complexos que vão precisar de outro procedimento antes da instalação do aparelho, mas isso não impossibilita o tratamento ortodôntico. Ou seja, nunca é tarde para desejar ter um sorriso perfeito e alinhado.

Fonte: Terra

Guia de etiqueta ajuda quem usa aparelho a viver sem crise

Somente quem usa aparelho ortodôntico sabe que eles precisam de cuidados especiais. Desde a higienização, armazenamento, uso e até mesmo na alimentação.

Muitas pessoas não sabem que quem faz esse tipo de tratamento também precisa seguir algumas regras de etiqueta para não passar vergonha. Para ajudá-los, segue um guia com dicas e curiosidades para tornar a vida desses pacientes menos complicada.

  • Para quem é usuário de aparelho fixo, evite alguns alimentos, principalmente os fibrosos, pois estes tendem a ficar presos mais facilmente.
  • Procure ter sempre em mãos um kit portátil de higiene oral. Ajuda na limpeza logo após o consumo de alimentos que ficam presos e pode evitar algum tipo de constrangimento antes de um encontro ou reunião. Ninguém gosta das pessoas que não se cuidam. Ainda mais a higiene oral!

1354218931.6251Mas, caso alguma comida fique presa no aparelho durante a reunião ou encontro, nunca tente tirá-la na frente das pessoas. Pedir licença para ir ao banheiro é sempre a melhor opção. Aliás, sempre que acabar de comer, vale dar uma checada se está tudo certo com seu aparelho.

 

  • Muitas pessoas que usam aparelho móvel têm mania de ficar “brincando” com eles na boca. Se você se enquadra nesse grupo, pare com isso. Esse hábito pode causar desconforto em quem assiste sua diversão bucal.
  • Caso seu aparelho seja mal higienizado, com certeza irá causar mau hálito. No caso dos móveis, pode-se usar o creme dental com a escova. Existem também pastilhas efervescentes que ajudam a remover a placa bacteriana que adere ao aparelho de acrílico.
  • Pode-se colocar o aparelho depois de limpo por alguns minutos dentro de um copo contendo qualquer enxaguatório bucal sem álcool diluído em água (meio a meio). Ajuda a dar mais frescor.
  • upper-lingual1A escova interdental é muito boa para higienizar os dentes de quem usa aparelho fixo. Um pouco mais difícil de usar, o fio dental deve completar a higiene dentária.
  • Pra quem gosta dos elásticos coloridos nos aparelhos fixos, ele tinge menos que os elásticos transparentes ou claros. A única vantagem desse tipo de cor é que ela torna o uso do aparelho mais discreto.

Fonte: Terra Saúde

Nova tendência entre jovens é usar aparelho dentário de mentirinha

Antigamente, o aparelho ortodôntico servia apenas para corrigir a posição dos dentes. Hoje, tem sido encarado como adorno em algumas partes do mundo. Na Tailândia, na Indonésia e na China, muitos recorrem a aparelhos de mentirinha porque acreditam que ele agrega estilo e status ao visual.

O estereótipo de que aparelho ortodôntico é coisa de nerd não existe mais. Pelo menos não na Ásia onde ele, inclusive, se tornou tendência de moda. Aparelhos são caros e, para os adolescentes de lá, atribuem status a quem os utiliza. Os jovens, então, decidiram utilizar aparelhos falsos, que custam menos de 10% dos originais e podem montar em casa.

A adolescência é mesmo uma fase difícil. Confusos e inseguros, os jovens acabam cedendo a alguns modismos descabidos para se auto-afirmarem. Talvez seja o caso da perigosa onda dos aparelhos.

Perigosa porque, segundo o site Oddity Central, uma tailandesa de 17 anos sofreu as consequências dessa moda. Contraiu uma infecção na tireoide e teve uma parada cardíaca fatal. Estudos mostraram que a composição do produto leva chumbo, o que fez com que os aparelhos falsos fossem proibidos no país, com punições de até seis meses de prisão.

Fonte: Virgula – Uol

Como limpar os vários tipos de Aparelhos Ortodônticos

Limpeza é fundamental
Veja a maneira correta de manter aparelho e dentes sempre limpinhos. Seu sorriso agradece!

Aparelhos ortodônticos fixos

O fio dental deve ser usado com a ajuda do “passa fio”, acessório semelhante a uma agulha de plástico onde se coloca a linha para a passagem do fio entre os dentes. A escovação deve ser feita normalmente, conforme a orientação do seu dentista. Uma dica: para limpar a parte superior dos dentes, faça movimentos de “cima para baixo” e de “baixo para cima” nos dentes inferiores. Depois feche os dentes e faça com sua escova movimentos circulares (bolinha) para completar a escovação. Lembre-se que nunca deve-se fazer força quando estiver escovando os dentes, pois isto pode machucar a gengiva e quebrar o aparelho. Com movimentos de vai-e-vem, limpe a face oclusal (parte de cima dos dentes). Use a escova interdental para auxiliar na limpeza entre os dentes e ao redor dos bráquetes. O uso de bochechos com flúor de manhã e à noite pode ser indicado pelo seu ortodontista.

Aparelhos móveis

A limpeza dos aparelhos móveis deve ser feita com ele fora da boca, assim, você pode escovar os dentes e passar o fio dental normalmente, sem estar com o aparelho colocado. Para a limpeza do aparelho pode-se usar uma escova de dente mais dura e pasta dental convencional. Limpe-o com cuidado para não entortar os fios. Não se esqueça de escovar as áreas da gengiva cobertas pelo seu aparelho móvel. Isso inclui a parte superior da sua boca, caso use aparelho móvel nos dentes superiores. Após escovar muito bem seu aparelho, enxágue com bastante água corrente.

Aparelhos linguais

A limpeza é semelhante a dos aparelhos ortodônticos fixos, só que a higienização dos bráquetes e a passagem do ‘passa fio’ são feitas na parte posterior dos dentes, onde os bráquetes estão colados”.

Texto: Andressa D’Amato

 

O melhor tipo de Aparelho Ortodôntico pra cada um

O melhor aparelho para cada um
Existem várias opções de aparelhos para o tratamento de pacientes adultos. As principais diferenças são o custo e a exigência estética do paciente. Veja a ficha técnica de cada um deles:

Bráquetes metálicos
Aparelhos metálicos comuns, que são feito de aço inoxidável. Atualmente são pequenos e muito mais confortáveis. A maioria dos pacientes gosta de colocar elásticos coloridos, trocados a cada manutenção. A manutenção mensal varia de 15 a 21 dias.

Essa versão é a menos utilizada pelos adultos por ser muito chamativa.

Bráquetes Autoligáveis
Eles utilizam alta tecnologia. Este tratamento permite que o fio deslise livremente dentro do bráquete, com mínimo atrito, diminuindo o tempo de tratamento e número de ajustes necessários no aparelho. Eles não utilizam as famosas borrachinhas, que podem ser coloridas ou transparentes. Dessa forma, estes aparelhos nunca amarelam, resultando em maior conforto para o paciente. A manutenção mensal varia de 15 a 21 dias.

Braquetes estéticos (safira ou cerâmicos)
Muitos pacientes gostam da combinação entre a cerâmica e o metal, pois simultaneamente é estético e resistente. Estes bráquetes não amarelam as borrachinhas, que são as causas deste incômodo. Para evitar este problema, usamos os elásticos de silicone, aumentando o tempo de permanência da transparência das mesmas. A manutenção mensal varia de 15 a 21 dias.

Aparelho lingual
É a técnica em que o aparelho fixo é colado no lado interno dos dentes. Este tipo de aparelho é indicado para os pacientes que necessitam de tratamento ortodôntico fixo e não querem exibir bráquetes colados em seus dentes por motivos pessoais ou profissionais. Esta técnica foi desenvolvida nos Estados Unidos na década de 70, pela necessidade de tratamento ortodôntico em modelos, artistas de cinema, políticos, esportistas e demais pessoas públicas. Seu tempo de tratamento é o mesmo que o aparelho convencional. A manutenção é igual a do aparelho fixo. Varia de 15 à 21 dias.

Invisalign
Utiliza jogos de plaquinhas removíveis transparentes feitas sob medida. Estas placas, chamadas de alinhadores, são praticamente invisíveis e reposicionam seus dentes passo a passo. O paciente retira o aparelho para comer, escovar os dentes e passar fio dental. A troca dos alinhadores é a cada duas semanas, mas a manutenção mensal pode demorar de 15 dias a um mês. Os resultados aparecem entre seis meses a um ano.

Aparelho móvel tradicional
São dispositivos móveis de acrílico utilizado para movimentar os dentes, reeducar a musculatura facial, estimular o desenvolvimento ósseo e muscular em pacientes em crescimento. Nos pacientes adultos, podem ser utilizados para minimizar problemas na articulação temporomandibular (ATM), tratamentos de ronco e apneia, bruxismo e apertamento dos dentes. Por serem removíveis, o sucesso do tratamento dependerá da cooperação do paciente. O tempo de tratamento varia com o objetivo do tratamento. Manutenção varia de 21 dias a um mês.

O aparelho móvel é também utilizado para minimizar ronco, apnéia e bruxismo.

Texto: Andressa D’Amato

 

Não existe limite de idade para Aparelhos Ortodônticos

É cada vez mais comum se deparar com adultos utilizando aparelhos ortodônticos.

Com as novas tecnologias e aparelhos menos visíveis, o caminho pelo sorriso perfeito se torna muito mais curto. Dependendo do caso, em poucos meses já se atinge o resultado desejado. Confira nossas dicas e descubra o aparelho ideal para o problema.

A procura da estética no sorriso é o principal fator pelo qual os adultos buscam o tratamento ortodôntico. Acredito que o uso de aparelho demonstra cuidado consigo próprio. São conceitos de atualidade que parecem moda. Existem pessoas que mesmo sem necessidade evidente, querem colocar aparelho. Por outro lado, muitas pessoas que precisam fazer o uso têm receio se, de fato, o tratamento irá funcionar depois de adulto. O resultado nos adultos também é satisfatório. O tratamento para correção de posicionamento dos dentes serve para qualquer idade. Outra dúvida comum entre os pacientes é se seus dentes conseguirão se movimentar igualmente como de um paciente mais jovem.

Os dentes dos adultos se movimentam como de uma criança, porém a força que deve ser exercida no aparelho precisa ser mais controlada para evitar dores e reabsorção das raízes, já que o paciente adulto não possui o mesmo metabolismo de uma criança. Uma grande desvantagem dos pacientes adultos é que não podemos contar com o crescimento. Pacientes que apresentam uma discrepância muito grande do tamanho da maxila e da mandíbula, ou que apresenta arcos dentários muito estreitos, não podem ser corrigidos somente com o uso de aparelhos ortodônticos. Muitas vezes temos que utilizar procedimentos cirúrgicos ou extrações dentárias para atingir o objetivo desejado.

Dê tempo ao tempo
O prazo de uso dos aparelhos ortodônticos caiu bastante em vista de alguns anos atrás. Hoje em dia, com materiais modernos, o tratamento dura, em média, dois anos. O tempo de tratamento é variável, conforme a complexidade de cada caso e de fatores comportamentais: se o paciente é assíduo às consultas ou não; se é dedicado às orientações ao uso de elásticos; se há necessidade de cirurgia ou a fazer sessões de fonoaudiologia, enfim, fatores que podem determinar o tempo de tratamento. Vale lembrar que após a finalização do tratamento ortodôntico é necessária a inserção de aparelho de contenção fixa ou removível, por períodos variáveis e controlados para acompanhar o pós-tratamento. Mesmo com a correção perfeita, os dentes podem entortar por conta da respiração bucal, tipo de face, posição do lábio, da língua, força muscular e relação entre os ossos da face. Por isso o tratamento de correção dentária é sempre realizado não só pelo ortodontista, mas em conjunto com outros profissionais, como: fonoaudiólogo, otorrinolaringologista, dentre outros. Assim, o resultado será bom, com um pós-tratamento estável.

Texto: Andressa D’Amato