Por que trocar a escova a cada três meses?

Por que trocar a escova a cada três meses?Durante todo o mês de novembro o blog falou, deu dicas e alertou sobre a importância de manter a sua higiene bucal em dia para ficar livre de doenças.

E quando o assunto é a limpeza da boca, a primeira coisa que pensamos é a escovação. Afinal, esse é o método mais eficaz para eliminar as sujeiras que ficam escondidas entre os dentes.

E, levando em consideração todos os benefícios que uma boa higienização traz para nossa vida, nada mais justo do que cuidar direitinho da nossa grande aliada: a escova de dente.

Acontece que, algumas pessoas, não tomam os devidos cuidados. Pelo menos foi o que indicou uma pesquisa realizada aqui no Brasil.

De acordo com ela, apenas 1 em cada 3 brasileiros troca a escova de dente no intervalo indicado pelos dentistas – a cada 90 dias. A maioria faz a troca após 18 meses de uso.

A atitude é extremamente prejudicial, porque com o passar do tempo as cerdas do produto começam a se desgastar, diminuindo sua eficácia de remoção da placa bacteriana responsável por causar doenças periodontais.

Além disso, ela se transforma em um depósito de germes, bactérias e fungos que podem trazer prejuízos além da boca. Vale lembrar também que quando ficamos resfriados depositamos os vírus em nossas escovas, por isso, é preciso substituí-las para evitar uma reinfecção.

Como escolher a escova de dente ideal para mim?

Como escolher a escova de dente ideal para mim?Quando precisamos comprar uma nova escova de dente somos apresentados a uma gama de opções, cores, tamanhos, tipos e preços. Mas com tantos modelos como vou saber qual delas é ideal para mim?

De acordo com especialistas, o ideal é que a escova tenha a cabeça pequena, ideal para limpar áreas mais profundas da boca e cerdas macias, para não machucar a gengiva.

TAMANHO

É preciso levar em consideração o tamanho do produto, porque pode parecer que escovas maiores são capazes de atingir mais áreas da nossa boca, mas a verdade é que são as de cabeça pequena que promovem uma higiene mais completa.

CERDAS

Cerdas duras podem comprometer o esmalte do dente, lesionando Como escolher a escova de dente ideal para mim?tecidos ao seu redor. E esses atritos causados podem aumentar suas chances e desenvolver doença periodontal, deixar os dentes sensíveis e retrair a gengiva e cáries. Portanto, na hora de escolher sua escova priorize as cerdas macias.

FAIXA ETÁRIA

Cada idade pede um tipo diferente de escova e as recomendações, normalmente, estão escritas na embalagem do produto. Pessoas que usam aparelho ortodôntico, que possuem implantes dentários e próteses precisam de escovas específicas.

ESCOVA ELÉTRICA

Algumas pessoas ainda torcem o nariz para elas, mas estudos divulgados internacionalmente mostraram que o uso prolongado das escovas elétricas reduz a placa bacteriana e a gengivite.

Se você ainda tem dúvidas sobre o assunto o ideal é consultar o seu dentista. Ele poderá te aconselhar e mostrar qual é o tipo de escova mais indicado para sua boca.

#TheArtOfBrushing: a nova campanha da Curaprox Brasl

Já imaginou se três talentosos artistas plásticos trocassem seus pincéis, tintas e telas por escovas de dente, creme dental e espelhos?

A Curaprox Brasil – marca suíça de produtos de higiene bucal – desafiou Viti Grosman, Nina Moraes e Ricardo Pirecco a usarem toda a criatividade para produzirem “quadros” com esses materiais.

E o mais bacana é que as incríveis obras, que estão expostas ao público no Rio de Janeiro, serão leiloadas e o dinheiro arrecadado será doado para ONGs parceiras.

Ajude-nos a divulgar essa campanha!

Acesse o hotsite http://goo.gl/r5zqd8 e saiba mais.

 

 

Como cuidar da higiene bucal do bebê?

É comum a mamãe de primeira viagem ter dúvidas sobre a higiene bucal do bebê. Mas afinal, é necessário criar o hábito da limpeza antes mesmo do primeiro dente nascer?
Como cuidar da higiene bucal do bebê
Eles costumam despontar após os seis meses de vida, mas os cuidados devem entrar na lista de prioridades antes disso, começando pela gengiva. E os especialistas garantem: a prática só traz benefícios.
São os dentes de leite que guiarão a saúde dos permanentes, além disso, a boa higiene previne o aparecimento das chamadas cáries de mamadeira que provocam mau hálito, dificultam a mastigação e a fala.
como cuidar da higiene bucal do bebê

Confira um passo a passo simples de como fazer a higiene bucal no seu bebê:

1º passo: umedeça, com água filtrada, uma gaze ou fralda e envolva-a em seu dedo. Limpe a gengiva, as bochechas, a língua e os lábios removendo o acúmulo de leite que fica após a amamentação;

2º passo: com o aparecimento do primeiro dente, substitua a gaze por uma dedeira de silicone;

3º passo: com o nascimento dos molares a escova de dente já pode ser introduzida, assim como o creme dental (em pequena quantidade e quando recomendada pelo dentista)

E lembre-se de marcar uma consulta com o odontopediatra assim que o dentinho aparecer.

E aí, gostou das dicas? Deixe um comentário e conte-nos o que achou!

Os erros que prejudicam a saúde bucal – Parte III

Usar escovas velhas e desgastadas

Escovas desgastadas fazem com que, de uma forma inconsciente, as pessoas aumentem a força e pressionem o cabo da escova durante a escovação. Isto nunca deve ser feito, pois machuca a gengiva e não é por isso que sua escovação será mais eficiente, pelo contrário. O ideal é que a escova dental seja trocada no máximo a cada dois meses.

Fonte: Saúde Abril

Escova dental dura limpa mais?

Sempre ouço meus pacientes dizerem que usam escovas dentais “duras”.

Muito importante isto! A escova dental ideal para escovação diária deve ser a macia ou de preferência a extra macia.

Sabe por quê?

Por que na correta escovação dental, também escovamos as gengivas. Escovas dentais duras podem machucar as gengivas criando as famosas retrações gengivais provocando sensibiidade, além de desgastar a superfície do esmalte dental.

Com isto, além da dor, sua estética vai ficando cada vez mais comprometida.

Pense nisto quando for escolher sua escova dental.

Um abraço

Dr. Querido