Cuidados com os dentes do seu pet

Você cuida da saúde Cuidados com os dentes do seu petbucal do seu animalzinho de estimação? Se a resposta for não, é melhor começar a repensar. Isso porque, os pets também sofrem de doenças na cavidade oral.

O tártaro – constituído por milhões de bactérias e se acumula na superfície dos dentes – é um problema comum e
ntre cães e gatos. A consequência do problema pode acarretar uma inflamação na gengiva, causando dor, falta de apetite e, até mesmo, a perda dos dentes.

O quadro infeccioso é chamado de doença periodontal e, de acordo com especialistas, cerca de 80% dos pets a desenvolverão em alguma fase da vida e a incidência aumenta com o avanço da idade.

Além disso, o distúrbio pode causar doenças em outros órgãos do animalzinho, como o coração, rins e articulações, porque as bactérias entram em contato com a corrente sanguínea, percorrendo todo o corpo.

A melhor forma de combater o problema é fazer a higienização bucal do seu amigão, que é orientada pelo veterinár
io e também pode ser feita em pet-shops.Cuidados com os dentes do seu pet

Já existem algumas clínicas veterinárias especializadas em odontologia canina, por isso, se perceber algum sintoma não deixe de procurar um profissional.

Cuidados com a saúde bucal na terceira idade

Um estudo realizado pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) mostrou que, em 40 anos, a população idosa vai triplicar no Brasil e passará de 19,6 milhões.

E, no último sábado (01Cuidados com a saúde bucal na terceira idade), foi celebrado o Dia Internacional da Terceira Idade. Pensando nisso, o Blog separou
alguns cuidados que o idoso deve ter com a saúde da boca.

PROBLEMAS COMUNS

Alguns problemas bucais, apesar dos cuidados, são muito comuns nessa fase da vida. É muito importante que a pessoa tenha conhecimento e consiga identificar anormalidades. Dessa forma, é mais fácil procurar ajuda.

XEROSTOMIA

Algumas pessoas podem sentir a boca seca e isso pode ser causado pelos medicamentos ou por distúrbios da saúde. Beber muita água e mascar chiclete pode aliviar o sintoma, mas se não for tratado por um profissional, o problema pode prejudicar os dentes.

DOENÇA PERIODONTAL

A gengivite afeta pessoas de todas as idades, mas após os 40 anos ela pode se agravar. Para fugir desse problema, o ideal é ter uma alimentação saudável e balanceada, cuidar da higiene bucal e não fumar.

SENSIBILIDADE

Com o tempo os dentes podem ficar mais sensíveis. Isso ocorre porque a gengiva se desloca para cima e faz com que a raiz dos dentes fique exposta, causando dor quando a pessoa ingere bebidas frias ou quenCuidados com a saúde bucal na terceira idadetes. Caso você sinta estes sintomas, use um creme dental indicado para o problema e não deixe de consultar o dentista.

Muita gente associa que perder o dente na terceira idade é um processo comum, mas isso é um mito. Especialistas garantem que, se cuidados com precisão, eles podem durar a vida toda.

Por isso, uma boa higienização diária (escovação e fio dental) e visitas periódicas ao dentista são essenciais para manter a saúde em dia.

Dicas para o seu clareamento dental

Para que o seu clareamento dental tenha bons resultados e uma longa duração é importante tomar alguns cuidados. Pensando nisso, separamos algumas dicas para você colocar em prática durante e após o clareamento dental.

Durante o tratamento

  1. É recomendável evitar o consumo, em excesso, de alimentDicas para o seu clareamento dentalos e bebidas com cores fortes, principalmente que tenham em sua composição corante;
  2. Evite alimentos ácidos, temperos fortes e sucos cítricos, isso porque o pode trazer alguma reação de sensibilidade nos dentes;
  3. Não fume;
  4. Evite usar antissépticos bucais e creme dental colorido (por causa do corante);
  5. Mantenha a higiene bucal em dia com o uso do fio dental e pasta de dentes fluoretada;

Mantendo os dentes brancos por mais tempo

  1. O uso de canudo ao ingerir bebidas pigmentadas (refrigerantes, sucos) pode evitar aparecimento de manchas;Dicas para o seu clareamento dental
  2. Evite beber chá e café várias vezes ao dia pode prolongar os resultados do clareamento;
  3. Escove ou enxague os dentes logo após consumir alimentos ou bebidas que podem manchá-los;
  4. De acordo com a ADA (Associação Dentária dos EUA), o consumo de alguns alimentos como maçã, pêra, cenoura, pepino, aipo e couve-flor ajuda a manter os dentes limpos e elimina as bactérias;
  5. Ao consumir comidas e bebidas ácidas aguarde, em média, 30 minutos antes da escovação. Ácidos enfraquecem o esmalte dos dentes e a escovação no momento em que ele está enfraquecido pode danificar os dentes;

Com o tempo é comum que os dentes voltem a ter manchas e, na maioria das vezes isso ocorre por causa dos hábitos de vida do paciente: fumar, beber refrigerantes ou comidas com alto teor de corante. Mas fazendo a prevenção o seu clareamento pode durar mais.

Cuidado com os dentes durante a gravidez

Para a maioria das mulheres a gravidez é um momento de descobertas, surpresas e dúvidas. ÉCuidado com os dentes durante a gravidez também nesse período que os cuidados com a saúde devem ser redobrados.

Fazer o pré-natal, praticar exercícios e ter uma alimentação regrada são orientações básicas e essenciais para que a gestação seja mais tranquila e livre de sustos.

Outro fator muito importante e que também influencia diretamente a vida da mamãe e do bebê é o cuidado com os dentes. Isso porque, o corpo da mulher passa por diversas mudanças que afetam sua saúde bucal.

Um estudo realizado pela Universidade Federal de Juiz de Fora, Minas Gerais, contatou que 88% das gestantes em acompanhamento, 83% apresentavam algum problema periodontal, como inflamações ou infecções na gengiva.

O motivo, de acordo com a pesquisa, é a maior produção de estrogênio e progesterona pela placenta. Esses hormônios fazem modificações vasculares que acabam facilitando o ataque de bactérias.

Há indícios de que grávidas com problemas odontológicos correm o risco de ter partos prematuros oCuidado com os dentes durante a gravidezu dar à luz a bebês com baixo peso. O que acontece é que as bactérias que promovem essas inflamações entram em contato com a corrente sanguínea e se fixam na placenta e no líquido amniótico.

Por isso, o acompanhamento odontológico e a higienização correta – escovar os dentes após as refeições, usar o fio dental e evitar o consumo excessivo de doces é a melhor forma de evitar transtornos.

Está grávida e tem alguma dúvida sobre o assunto? Entre em contato com a gente!

 

A maneira correta de usar enxaguante bucal

A maneira correta de usar enxaguante bucalHá quem diga que eles são imprescindíveis para uma boa higiene, mas, na verdade, a maneira correta de usar enxaguante bucal é sempre sob a orientação de um dentista. Isso porque, o uso indiscriminado pode ser nulo e até prejudicial.

Normalmente eles são indicados para pessoas que sofrem de problemas periodontais como, predisposição a cáries, dentes sensíveis ou à pacientes em fase de pós-operatório.

Alguns antissépticos – principalmente os de sabor muito forte – causam um ardor e nos passa a impressão de hálito fresco e eliminação de germes e bactérias instantaneamente.

Mas a realidade é que esse tipo de produto costuma ter em sua composição álcool, substância que deve ser evitada a qualquer custo, porque resseca a mucosa, inibe as papilas gustativas (diminuindo o paladar) e pode até propiciar o mau hálito.

Você leu certo! O uso errado de enxaguatórios pode acarretar a formação da saburra lingual – placA maneira correta de usar enxaguante bucala bacteriana, em forma de capa esbranquiçada sobre a língua – que é principal causa da halitose. E não para por aí, o álcool também aumenta os ricos de câncer de boca.

E especialistas garantem: quem não apresenta propensão a doenças periodontais, faz corretamente a higienização bucal e passa pelo dentista periodicamente (o ideal é de seis em seis meses) não precisa usar o enxaguante.

E você faz uso contínuo do produto sem a prescrição do seu dentista?

Dicas para ter um sorriso mais bonito

Dizem que o sorriso é o nosso maior cartão de visitas. Além disso, dentes bem cuidados nos deixam mais bonitos e, claro, elevam nossa autoestima.

Responsáveis por Dicas para ter um sorriso mais bonitonossa mastigação, articulação de palavras, os dentes são muito importantes para o nosso organismo, por isso, cuidar deles é mais do que uma necessidade. É uma obrigação!

Pensando nisso, separamos algumas dicas simples para você seguir e ficar com os dentes sempre bonitos e com a saúde bucal em dia.

Confira:

  • Visitar o dentista, pelo menos, duas vezes ao ano é imprescindível para manter a boca saudável. É ele que vai cuidar e prevenir problemas no futuros;
  • O cuidado deve começar na escolha da escova de dente. Prefira as que possuem cabo reto, cerdas macias e arredondadas e cabeça pequena;
  • Troque de escova a cada 3 meses;
  • Use fio dental para limpar entre os dentes e nos lugares em que a escova não alcança;
  • Não exagere no creme dental! A quantidade deve ser equivalente a um grão de feijão;
  • Limpe a língua na hora da escovação, isso ajuda a prevenir o mau hálito;
  • Use antisséptico só se o seu dentista recomendar;
  • Procure ter uma alimentação balanceada e beber bastante água.

E você, faz a higiene oral corretamente?

Uso de protetores bucais na prática de esportes

Você já reparou que os lutadores, quando estão competindo, costumam usar um objeto para proteger a boca? O uso de protetores bucais Uso de protetores bucais na prática de esportesna prática de esportes é essencial e deve ser feito não só por atletas profissionais, mas qualquer esportista – criança ou adulto – que corra o risco de cair ou ter contato físico bruto.

De acordo com uma pesquisa realizada pela National Youth Sports Foundation, ONG dedicada ao desenvolvimento do esporte, por ano são perdidos mais de 5 milhões de dentes no mundo todo, ou seja, 570 por hora. Os números são assustadores, né?

Mas há também boas notícias: os protetores bucais, quando usados corretamente, podem evitar diversos traumas orais, além de prevenirem a laceração dos lábios contra os dentes e reduzirem a força dos impactos diretos que podem causar lesões.

Quando usar o protetor bucal?Uso de protetores bucais na prática de esportes

Se você é praticante de futebol americano. hóquei e boxe o uso é obrigatório! E, se costuma jogar basquetebol, vôlei, ou até mesmo futebol é importante considerar o apetrecho.

Tipos de protetores bucais

Existem, basicamente, quatro tipos de protetores: comuns, moldáveis em água quente, feitos sob medida e laminados sob pressão.

  • Protetores comuns: são vendidos nos tamanhos pequeno, médio e grande em lojas de artigos esportivos. Podem ser usados sem qualquer preparação, mas deterioram-se rapidamente e precisam ser frequentemente substituídos. (Não recomendamos)
  • Protetores moldáveis em água quente: são colocados nos dentes após serem fervidos em água. Também podem ser encontrados em lojas de artigos esportivos e, assim como os comuns, precisam ser substituídos continuamente. (Não recomendamos)
  • Protetores feitos sob medida: essa opção deve ser oferecida pelo dentista que faz um molde dos dentes do paciente e a partir daí o protetor é fabricado. Eles costumam cobrir todos os dentes e podem ser mais caros do que os protetores comuns ou moldáveis.
  • Protetores laminados por pressão: são mais espessos e previnem lesão e concussão dentária. Além disso, podem ser ajustados e personalizados pelo dentista. O custo dele é maior do que o feito sob medida.

 

 

 

Bebidas isotônicas fazem mal aos dentes

Muitas pessoas associam o consumo de isotônicos como um hábito saudável, mas quando Bebidas isotônicas fazem mal aos dentesingeridas em excesso, as bebidas isotônicas podem fazer mal à saúde.

Nós já sabemos que hidratar o corpo após praticar qualquer atividade física é essencial para repor os sais minerais gastos durante os exercícios.

Muita gente acredita que só a água não consegue cumprir o papel de repor todo o líquido perdido após a transpiração e, por isso, acabam recorrendo às bebidas esportivas.Bebidas isotônicas fazem mal aos dentes

Mas, na verdade, elas podem acarretar problemas sérios de saúde. A obesidade e o enfraquecimento dos dentes, por exemplo, estão diretamente ligados ao seu consumo.

Isso porque, os isotônicos apresentam, em sua composição, uma concentração ácida que acaba desmineralizando o esmalte dos dentes, deixando-os fracos.

E os problemas não param por aí…

De acordo com estudos realizados, as bebidas isotônicas consumidas frequentemente podem dificultar a perda de peso, sobrecarregam os rins e podem contribuir para o aumento da pressão sanguínea.

A dose certa

Embora seu consumo exagerado seja considerado prejudicial, a dosagem correta pode trazer benefícios. Quando consumidos durante exercícios de carga intensa, previnem a desidratação e melhoram o desempenho esportivo.

Ricos em sódio, potássio, cálcio e fósforo, nutrientes que quando estão na corrente sanguínea, favorecem o funcionamento das células deixando o corpo com mais energia e tirando a sensação de cansaço.

Cuidado com os dentesBebidas isotônicas fazem mal aos dentes

Ao ingeri-la é importante esperar, em média, 30 minutos para escovar os dentes para que não haja um desgaste ainda maior do esmalte dental.

E lembre-se que a água nunca deve ser deixada de lado!

#TheArtOfBrushing: a nova campanha da Curaprox Brasl

Já imaginou se três talentosos artistas plásticos trocassem seus pincéis, tintas e telas por escovas de dente, creme dental e espelhos?

A Curaprox Brasil – marca suíça de produtos de higiene bucal – desafiou Viti Grosman, Nina Moraes e Ricardo Pirecco a usarem toda a criatividade para produzirem “quadros” com esses materiais.

E o mais bacana é que as incríveis obras, que estão expostas ao público no Rio de Janeiro, serão leiloadas e o dinheiro arrecadado será doado para ONGs parceiras.

Ajude-nos a divulgar essa campanha!

Acesse o hotsite http://goo.gl/r5zqd8 e saiba mais.

 

 

Qual o tratamento para afta?

Quem nunca pesquisou em sites de busca, “qual o tratamento para afta”, que atire a primeira pedra. E não é para menos, elas incomodam muito e dificultam noQual o tratamento para afta?ssa fala e a ingestão de alimentos.

A Estomatite Aftosa Recorrente (EAR) – conhecida popularmente como afta – costuma aparecer na mucosa bucal, gengivas e na língua e ainda não tem uma causa totalmente identificada.

Sabe-se que alguns fatores são determinantes para o aparecimento dessas “chatinhas”: elas são mais comuns em mulheres e, cerca de, 30% das pessoas afetadas têm casos na família (o que pode ser uma associação genética ou exposição ambiental semelhante).

Além disso, pequenos machucados causados por acidentes ou escovação excessiva dos dentes podem propiciar o aparecimento das lesões. O sistema imunológico debilitado, carência de vitamina B12 e até o estresse emocional podem contribuir para o aparecimento delas.
LEMBRE-SE: AS AFTAS NÃO SÃO CAUSADAS PELO VÍRUS DA HERPES

É importante ressaltar que o tratamento das aftas apenas alivia a dor, já que elas costumam desaparecer em até duas semanas, mas não consegue evitar o aparecimento de novas úlceras.

Médicos e dentistas podQual o tratamento para afta?em recomendar o uso de pomadas anti-inflamatórias e analgésicos para o alívio da dor e, em casos mais graves, podem ser prescritos anti-inflamatórios sistêmicos (como os corticóides).

No período de recuperação, o ideal é evitar alimentos ácidos e muito condimentados, escovar os dentes suavemente. Colocar pedacinhos de gelo e deixá-los dissolver na boca também é uma forma de amenizar a irritação.

As aftas podem estar ligadas a outras doenças e, por isso, é importante ficar ligado e procurar um especialista, quando: aparecem com freqüência, dificultam muito a deglutição de sólidos e líquidos, quando a dor não melhora com analgésicos comuns ou se as lesões duraram mais de três semanas.

E você, tem alguma dúvida sobre o assunto? Mande sua pergunta para nós!

Compartilhe: