Por que a saúde começa pela boca?

Por que a saúde começa pela boca?Você provavelmente já ouviu a frase: “a saúde começa pela boca”. E a afirmativa é verdadeira, afinal uma boca saudável e bem cuidada previne problemas em todo o nosso organismo.

A boca é a porta de entrada de muitas doenças e quando a nossa saúde oral não está equilibrada bactérias e fungos comuns nessa região podem se proliferar e atingir outros órgãos.

Algumas pesquisas recentes indicaram que a periodontite pode estar ligada ao desenvolvimento de doença cardiovascular. De acordo com os pesquisadores, isso ocorre porque as proteínas inflamatórias presentes no periodonto podem ir para a corrente sanguínea.

Mas, calma, todos esses males podem ser prevenidos seguindo algumas dicas básicas.

Olha só:

  • Tenha uma dieta balanceada e rica em legumes, verduras e frutas;
  • Evite consumir alimentos ácidos e com muito açúcar;Por que a saúde começa pela boca?
  • Mastigue bem e demoradamente antes de engolir o alimento;
  • Não use os dentes para abrir garrafas, cortar plásticos ou linhas;
  • Use o fio dental todos os dias (ele é extremamente importante no combate as placas bacterianas);
  • Escove – bem – os dentes depois de todas as refeições, ao acordar e antes de dormir.

Seja paciente e dedique alguns minutos do seu dia para cuidar dessa parte tão importante do seu corpo. 5 a 10 minutos por dia são suficientes para manter a higiene bucal em dia.

 

 

O que você precisa saber sobre o câncer de boca

A taxa de pessoas afetadas pelo câncer bucal aqui no Brasil tem crescido e, a cada ano, são registrados, aproximadamente, 14 mil novos diagnósticos. A doença é silenciosa e, na mO que você precisa saber sobre o câncer de bocaaioria das vezes, só é descoberta em um estágio avançado. Acontece que, se descoberto em fase inicial, o câncer de boca tem até 100% de chance de cura.

O problema atinge mais os homens e, aproveitando o movimento Novembro Azul (que tem o objetivo de conscientizar a população sobre as doenças masculinas) nós fizemos um resumo do que você precisa saber sobre o assunto.

O QUE É

É um tumor maligno que atinge a boca e parte da garganta e pode se desenvolver nos lábios, mucosas, gengivas, céu da boca, língua, amígdala e glândulas salivares.

CAUSAS

O cigarro e o álcool contribuem diretamente para o desenvolvimento do câncer bucal. Quem fuma e bebe excessivamente tem o maior risco de desenvolver a doença.

FATORES DE RISCO

Pessoas com mais de 40 anos que tenham o hábito de fumar e consumir álcool excessivamente são propícios à doença. A má higiene oral e o uso de próteses dentárias mal-adaptadas também podem ser fatores de risco.

SINTOMAS

O câncer de boca se manifesta em forma de feridas na boca ou no lábio que não cicatrizam, dor de garganta que não melhora, manchas esbranquiçadas ou avermelhadas na parte interna da boca ou lábios. Em casos mais avançados é possível aparecer caroços no pescoço, perda de peso, dificuldade em falar ou engolir e mau hálito.

TRATAMENTO

O tratamento pode ser feito com cirurgia, radioterapia e métodos terapêuticos. Nas lesões iniciais, a cirurgia e a radioterapia apresentam bonsO que você precisa saber sobre o câncer de boca resultados.

PREVENÇÃO

Para diminuir o risco de ter um tumor maligno na boca é essencial reduzir ou evitar o consumo de álcool e fumo. Fazer corretamente a higiene bucal e ter uma alimentação balanceada e rica em frutas, legumes e verduras.

E não se esqueça: fazer visitas regulares ao dentista também é uma forma de prevenção.

 

Hábitos que arruínam a saúde bucal

Todos nós temos algum hábito, não é verdade? E com o dia a dia é comum que eles passem despercebidos deHábitos que arruínam a saúde bucal tão automáticos. Mas, às vezes, eles podem trazer riscos, principalmente quando estão ligados à saúde bucal.

Para te ajudar a reconhecer e evitar essas ‘manias’ nós fizemos uma lista dos principais hábitos. Será que você tem algum?

Confira:

ROER UNHA

Algumas pessoas, principalmente as mais ansiosas, costumam roer as unhas. Acontece que esse hábito traz perigos invisíveis para a nossa saúde. Isso porque, nossas mãos não estão limpas o tempo todo e levá-las até a boca significa, também, carrega vírus e bactérias para o nosso organismo. Além disso, é possível trincar ou fraturar o esmalte dos dentes ou causar a recessão gengival (quando a gengiva desce expondo a raiz do dente e provocando sensibilidade).

BEBIDA ISOTÔNICA (EM EXCESSO)

Nós já falamos aqui no blog que os isotônicos, muito consumida por amantes dos esportes, podem trazer malefícios para saúde e para os dentes se ingerida em excesso. Estudos recentes indicam que os níveis de ácido encontrado nessas bebidas são elevados e podem levar a erosão da superfície dos dentes, prejudicando o esmalte e a aparência deles. Esse problema também pode aumentar a sensibilidade dental.

MÁ ESCOVAÇÃO

Muita gente não dá a devida importância a esse hábito diário que devemos ter com a nossa boca. Por motivo de preguiça ou, até mesmo, falta de paciência as pessoas costumam escovar os dentes rapidamente e acabam fazendo a higienização da forma errada. Uma boa escovação não leva menos que dois minutos.

MASTIGAR OBJETOS (TAMPAS DE CANETA, PONTAS DE LÁPIS)

Acredito que a maioria dos estudantes já se pegou mordendo a tampiHábitos que arruínam a saúde bucalnha da caneta ou a ponta do lápis durante a aula, né? Acontece que esse hábito pode até parecer indefeso, mas aumenta a chance de quebrar a ponta de nossos dentes, restaurações e próteses, além dos objetos serem sujos, ou seja, podem trazer contaminações impossíveis de serem vistos a olho nu. A repetição da mordida desgasta o dente mais rapidamente.

NÃO TROCAR AS ESCOVAS DE DENTE A CADA 90 DIAS

Toda escova de dente tem prazo de validade, por isso é preciso trocá-las a cada três meses. Com o tempo as cerdas ficam desgastadas e não conseguem realizar a limpeza necessária, podendo até traumatizar a gengiva. Também é recomendado substituí-las em caso de gripe ou infecções para evitar reinfecções.

PALITAR OS DENTES

Além de não ser educado, palitar os dentes retira apenas alguns resíduos de alimentos, causando uma falsa sensação de limpeza. Mas o hábito também pode ser responsável pela inflamação gengival e periodontite. Os palitos não são recomendados pelos dentistas e não podem substituir o fio dental.

BEBER POUCA ÁGUA

Beber água é essencial para manter nosso corpo saudável e ela é a nossa maior fonte de alimentação. Além de todos os benefícios, ela também tem a capacidade de lavar nossa boca – impedindo concentrações de bactérias – e livrar nosso corpo da acidez de alguns alimentos e do açúcar que consumimos.

FUMAR

Acredito que todo mundo já sabe o mal que o cigarro faz, não só para a nossa boca, mas também para toda a saúde. O fumo deixa os dentes amarelados e o cigarro é o principal causador de câncer na boca, garganta, laringe e faringe.

E aí, se identificou com algum?

Cuidados com a boca durante a quimioterapia

Cuidados com a boca durante a quimioterapiaA quimioterapia e a radioterapia são aliadas no combate a diversos tipos de câncer, mas também podem apresentar efeitos colaterais severos, como perda de cabelo, náuseas, anemia, cansaço, alterações renais e digestivas, entre outras.

Isso ocorre porque durante a aplicação desses tratamentos, os remédios não conseguem diferenciar as células saudáveis das doentes, provocando alterações no sistema imunológico da pessoa.

Alguns sintomas também podem ser sentidos na boca. Perda do paladar, surgimento de feridas, boca seca e sensibilidade são as queixas mais comuns entre os pacientes.

Por isso, ter um acompanhamento odontológico é muito importante para garantir um tratamento mais eficaz, pois o dentista pode prevenir os problemas que afetam a saúde bucal.

O QUE SERÁ FEITO NA CONSULTA ANTES DA QUIMIOTERAPIA?

Na consulta que antecede a primeira químio, o dentista deve avaliar a saúde bucal e fazer uma limpeza (profilaxia) com aplicação de flúor. Além disso, ele poderá tratar possíveis cáries ou doenças periodontais.

COMO DEVO CUIDAR DA HIGIENE ORAL DURANTE O TRATAMENTO?

Escove os dentes: na hora da escovação faça movimentos gentis para evitar Cuidados com a boca durante a quimioterapialesões. Use também uma escova de dente macia e creme dentais comuns (sem agente branqueador ou antibacteriano) para prevenir irritações na gengiva.

Alimente-se bem: o apetite do paciente muitas vezes é afetado durante o tratamento e a desnutrição é um dos grandes problemas enfrentados. Mas manter uma dieta saudável é essencial para a saúde. Procure ingerir alimentos macios e fique longe dos ácidos (limão, laranja, abacaxi), e de comidas picantes.

Beba muito líquido: manter a hidratação do corpo ajuda o organismo e também a saúde bucal. Dessa forma, a sensação de boca seca pode ser aliviada.

Dicas simples para ter lábios macios

Muitas mulheres têm aderido à moda dos batons mates – aqueles que ficam coDicas simples para ter lábios maciosm o aspecto sequinho na boca – mas o produto exige uma boca bem cuidada, caso contrário o efeito passa do bonito para o estranho.

Acontece que a pele dos lábios é extremamente sensível e costuma ressecar com facilidade, principalmente durante o inverno e o verão. Mantê-la hidratada é imprescindível para evitar fissuras e as indesejadas descamações.

Que tal tirar uns minutinhos do seu dia para se dedicar a essa parte do corpo? Afinal, boca bonita garante um sorriso perfeito.

ESFOLIAÇÃO CASEIRA

Para deixar os lábios com aparência macia e bem hidratada é importante fazer, semanalmente, uma esfoliação completa. E o melhor é que dá para fazer em casa!

A receita é muito simples: misture uma colher de mel e outra de açúcar refinado, espalhe pela boca fazendo movimentos suaves e circulares. Para finalizar passe um hidratante labial.

HIDRATAÇÃO DIÁRIA

É muito importante usar produtos de hidratação diariamente. Manteiga de caDicas simples para ter lábios macioscau, karité e balms podem fazer a diferença.

ALIMENTAÇÃO

O consumo de alimentos com vitamina A e D evita o surgimento de fendas na pele.

Mitos e verdades sobre o clareamento dental

Está pensando em clarear os dentes, mas tem dúvidas sobre o assunto? O blog, que já deu algumas dicas para potencializar o tratamento, separou agora alguns mitos e verdades soMitos e verdades sobre o clareamento dentalbre o clareamento dental.

Confira:

O CLAREAMENTO DENTAL PODE DEIXAR MEUS DENTES SENSÍVEIS?

Verdade! Alguns pacientes podem apresentar o sintoma durante ou após o tratamento, principalmente ao ingerir alimentos quentes ou frios. Isso pode acontecer porque o peróxido (agente do gel clareador) penetra no tecido da polpa do dente causando uma inflamação. Mas com o passar dos dias, o incômodo diminui.

OS DENTES FICAM ENFRAQUECIDOS APÓS O CLAREAMENTO?

MITO! O clareamento é uma reação química, ou seja, o gel clareador age no pigmento que provoca o escurecimento dental. O processo não causa desgastes e não afeta a saúde do dente.

DURANTE O CLAREAMENTO NÃO POSSO INGERIR BEBIDAS E ALIMENTOS COM CORANTES?

VERDADE! Alguns alimentos ou bebidas podem interferir no resultado do tratamento. O paciente deve evitar consumir excessivamente chá, café, vinho e alimentos com muita pigmentação, como a beterraba.

ALGUNS CMitos e verdades sobre o clareamento dentalREMES DENTAIS FUNCIONAM COMO CLAREADORES?

MITO! Os cremes dentais que possuem em suas fórmulas branqueadores conseguem remover manchas externas, o que dá a impressão de dentes mais brancos.

MEUS DENTES PODEM ESCURECER APÓS ALGUM TEMPO DO CLAREAMENTO?

VERDADE! O efeito do clareamento não é definitivo e pode durar de um a três anos dependendo dos hábitos dos pacientes. Quem costuma beber chá e café, excessivamente, precisa de um retoque a cada seis meses.

CLAREAR OS DENTES PODE CAUSAR CÂNCER?

MITO! O tratamento é seguro e não causa câncer.

O CLAREAMENTO TEM CONTRA INDICAÇÕES?

VERDADE! Mulheres grávidas, crianças com menos de 15 anos, pacientes com implantes ou muitas restaurações, pessoas com alguma doença periodontal ou alérgicos aos componentes não devem fazer o tratamento.

E você tem ainda tem alguma dúvida sobre esse tema? Envie um comentário para nós!

Compartilhe:

Cárie: transmissão, tratamento e prevenção

A cárie é uma lesão formada pela placa bacteriana que permanece nos dentes em locais de difícil higienização. As bactérias transformam o açúcar e carboidrato em ácidos deteriorando o esmalte dental.Cárie: transmissão, tratamento e prevenção

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), cerca de 80% da população sofre desse mal. E acredita-se que todo mundo terá cárie pelo menos uma vez na vida.

O sintoma mais comum é a dor de dente, mas sensibilidade com alimentos quentes ou frios e manchas escuras também podem ser indicativos do problema.

Estudos indicam que a dor causada pela cárie tem alto impacto no bem-estar das pessoas e podem interferir diretamente na qualidade de vida, causando consequências físicas, econômicas e sociais.

TRANSMISSÃO

Especialistas alertam que as cáries são transmitidas pela saliva e o simples hábito de beijar ou compartilhar talheres pode ocasionar o transtorno. A principal época de contágio é aos três anos de idade.

TRATAMENTOCárie: transmissão, tratamento e prevenção

Cada caso exige um tratamento diferente. Cáries descobertas no início costumam ter um tratamento à base de flúor que ajuda a evitar os danos causados pelas bactérias. Em outros casos, a restauração é indicada.

PREVENÇÃO

A melhor maneira de prevenir a cárie é fazendo a higienização correta da boca, com escovação e uso de fio dental diariamente. Além de visitar a cada seis meses o dentista.

O que você precisa saber sobre o dente de leite

É comum surgirem algumas dúvidas quando o assunto é a primeira dentição do seu filho. AfinO que você precisa saber sobre o dente de leiteal, com qual idade eles começam a cair? Qual sua função? Eles podem cariar?

Toda criança tem 20 decíduos (dentes de leite), são 10 na arcada superior e mais 10 na inferior. Eles são formados por coroa, raiz e polpa, ou seja, uma estrutura semelhante aos dentes permanentes.

Normalmente, eles começam a cair entre os 5 e 7 anos e é nesse momento que os permanentes estão se formando e reabsorvendo a raiz do dente de leite. As trocas vão até os 12 anos de idade.

QUAL A FUNÇÃO DO DENTE DE LEITE?

Os decíduos existem porque, na infância, a arcada dentária não comporta os dentes em seu tamanho normal. Eles são responsáveis pelo desenvolvimento dos músculos faciais e maxilares, que crescem por meio da mastigação. Além disso, o dente de leite age na respiração, fonação e deglutição. Enquanto tudo isso acontece, os dentes permanentes são formados e podem ser vistos em uma radiografia.

É POSSÍVEL TER CÁRIE NOS DECÍDUOS?

Sim, bebês e crianças podem ter cárie nos primeiros dentinhos. O motivo é a má higienização bucal e isso ocorre porque os pequenos apresentam resistência ao escovar os dentes. Por isso, é importante insistir no hábito e fazer visitas periódicas ao odontopediatra.

O que você precisa saber sobre o dente de leiteOS DENTES DE LEITE INFLUENCIAM OS DEFINITIVOS?

Apesar de não serem permanentes, os dentes de leite podem apresentar complicações no futuro. Quando, por exemplo, uma cárie não é tratada, a bactéria pode entrar pelo canal do dente e infeccionar o definitivo, fazendo com que ele nasça com imperfeições ou manchas.Por isso, incentive seu filho a cuidar bem dos dentes, fazer a higienização correta e usar o fio dental.

Outubro Rosa: o mês da prevenção feminina

O tipo de câncer mais comum entre mulheres no mundo inteiro é o de mama. E a doença,Outubro Rosa: o mês da prevenção feminina quando diagnosticada precocemente, tem até 95% de chance de ser curada.

Foi com o objetivo de alertar e conscientizar sobre o problema que nasceu, em 1997, nos Estados Unidos, o movimento Outubro Rosa aderido, posteriormente, de forma global. O laço cor de rosa é o símbolo da campanha.

A primeira ação brasileira aconteceu no ano de 2002, em São Paulo, quando o Obelisco do Ibirapuera foi iluminado com uma luz rosa. A partir de então, outras cidades brasileiras adotaram a ideia.

Além da grande mobilização no mês de outubro, os governos estaduais promovem, durante o ano, o mutirão da mamografia (exame capaz de detectar tumores em estágio inicial).

Um estudo realizado anualmente pelo Instituto Nacional do Câncer (INCA) mostrou que, nOutubro Rosa: o mês da prevenção femininao Brasil, são esperados 57.960 novos casos em 2016. Um aumento de 840 em comparação com o ano anterior.

Toda mulher com mais de 40 anos deve fazer o exame preventivo anualmente e, em caso de câncer de mama na família – mãe, tias, avós – o ideal é começar o monitoramento aos 35 anos.