Quando nascem os dentes de leite…

É importante que os pais conheçam a cronologia da erupção dos dentes das crianças, a fim de saberem quando nascem os dentes de leite e melhor avaliarem o desenvolvimento de sua dentição.Quando nascem os dentes de leite

No entanto, as idades em que irrompem (nascem) tanto os dentes decíduos (dente de leite) quanto os permanentes, varia muito. Diferenças de até um ano, como aqui relatado, podem estar dentro da normalidade e individualidade da criança.

Importante salientar que a idade cronológica da criança pode não coincidir com a idade biológica gerando algumas diferenças entre uma e outra criança.

As meninas normalmente tem o desenvolvimento biológico mais precoce que os meninos.

Quando houver uma diferença de mais de 6 meses para a erupção de um dente, é recomendável que se procure um especialista.

A erupção dos primeiros dentes decíduos, os Incisivos Centrais inferiores, pode ser esperada em redor dos 7 meses de idade, imediatamente a seguir os Incisivos Centrais superiores e depois os Incisivos laterais. Há relatos de crianças que já nascem com os Incisivos Centrais.

Aos quatro anos a criança deverá estar com todos os dentes decíduos erupcionados. Dentição decídua completa, que permanece assim até por volta dos 6 anos de idade, quando nasce o primeiro molar permanente, e inicia-se a dentição mista

Primeira Dentição – Dentes de Leite
Erupção – Nascimento
Incisivos Centrais
Incisivos Laterais
Caninos
1º Molar
2º Molar
Dentes Superiores
8 meses
10 meses
20 meses
16 meses
29 meses
Dentes Inferiores
6 meses
9 meses
18 meses
16 meses
27 meses
Esfoliação – Queda
Incisivos Centrais
Incisivos Laterais
Caninos
1º Molar
2º Molar
Dentes Superiores
7-8 anos
8-9 anos
11-12 anos
10-11 anos
11-12 anos
Dentes Inferiores
6-7 anos
7-8 anos
9-10 anos
10-11 anos
11-12 anos
Dentição Permanente
Erupção – Nascimento
Incisivos Centrais
Incisivos Laterais
Caninos
1º Pré-Molar
2º Pré-Molar
1º Molar *
2º Molar
3º Molar
Dentes Superiores
7-8 anos
8-9 anos
11-12 anos
10-11 anos
10-12 anos
6-7 anos
12-13 anos
17-30 anos
Dentes Inferiores
6-7 anos
7-8 anos
9-11 anos
9-11 anos
10-12 anos
6-7 anos
11-12 anos
17-30 anos

Assista ao vídeo demonstrativo da formação e erupção dos dentes.

Deixe seu comentário ou sua pergunta.

Um abraço. Dr. Luiz Eduardo Ricciarelli

Você tem seu Pensamento como Aliado ou Inimigo?

A maneira como enxergamos a vida traduz como pensamos e a partir daí teremos uma reação positiva ou negativa diante de diversos estímulos que nos atinge.

Uma pessoa ansiosa põe sempre seu pensamento para trabalhar de forma exaustiva, antecipando, na idéia,situações que ainda estão por vir ou até nem venha acontecer. Fica reverberando no mesmo tema sem conseguir solução num mecanismo de retro-alimentação, o que levará ao aumento da ansiedade.

O negativo já pressupõe resultados desastrosos em tudo o que irá fazer.

A mente absorve esse tipo de pensamento e devolve para o indivíduo, de presente,aquilo que dele recebe, gerando em seu ser o desânimo, ansiedade e medo,levando à falta de confiança em si para lidar com a situação. Ele passa a ter baixa auto estima pela sua idéia de incapacidade. O corpo reage com fadiga e estresse emocional, ou seja, a pessoa começa a ter comportamento e sentimentos derivados de seus pensamentos.

Do mesmo modo, porém fazendo caminho oposto, o positivo acredita e sabe desejar. Ele faz acontecer. Seus pensamentos são cheios de otimismo e,consequentemente, seu corpo reage trazendo conforto, segurança, satisfação e bem estar.

Aquelas frases já conhecidas: ”QUERER É PODER” e “”SEU PENSAMENTO PODE SE MATERIALIZAR”, acredite,é verdade. Por isso procure direcionar seus pensamentos para aquilo que quer que aconteça. Por exemplo, se acreditar que seu medo é mais forte que você,ficará refém dele e não terá outra alternativa a não ser de passar mal. Por que não se imaginar forte, bem e tranqüilo perante as situações que o afligem?

Experimente, com certeza o resultado será gratificante!

 

Adriana Borrelli

Psicóloga clínica